Receita – Milk-shake com geleia de taperebá

Milkshake com geleia de tapereba

Que tal fazer um milk-shake com a geleia de taperebá da Manioca?

Ingredientes:

02 bolas de sorvete tapioca

01 xícara de leite

03 colheres de geleia de taperebá

 

Modo de preparo:

  1. bater no mix as bolas de sorvete com leite e 2 colheres de geleia de taperebá

Modo de servir:

  1. decorar o copo com o restante da geleia e seu milk-shake está pronto para ser servido.

 

Deu até água na boca!!!

 

Acompanhe a receita em nosso canal no youtube: https://youtu.be/J1xgI63UEUM

 

Elaborado pelo chef Felipe Gemaque

 

Receita – Filé com molho de tucupi preto e salada

_MG_0171

 

Montamos uma receita deliciosa para fazer com o nosso Molho de Tucupi Preto, anota tudo e vamos para a cozinha.
 
Ingredientes

250g de filé bovino
50 ml de Molho de Tucupi Preto Manioca
1 dente de alho
1 colher de chá de manteiga
Sal a gosto.
40 ml de Molho de Tucupi Preto Manioca
20 ml de Run Montilla
1 colher de chá de açúcar
3 folhas de alface crespa
3 folhas de alface americana
3 folhas de alface roxa
3 tomates cerejas
3 fatias de tomate seco
1 palmito
50g de feijão manteiguinha
6 folhas de jambu cozidas
2 castanhas do Pará
1 colher de sopa de azeite
Sal e coentro a gosto

Modo de Preparo
Filé: tempere o filé o Molho de Tucupi Preto, sal e alho. Em uma frigideira bem quente, coloque a manteiga, deixe derreter e coloque o filé para fritar, até o ponto de sua preferência.
Molho: misture os ingredientes em uma panela e leve ao fogo. Mexa até formar uma calda no aspecto de um caramelo.
Salada: monte a salada e tempere com azeite, sal e coentro. Torre em uma frigideira bem quente os grãos de feijão e os adicione na salada. Finalize adicionando o Molho de Tucupi Preto Manioca

Modo de Servir

Monte em um prato quadrado, deixando adicionando os grãos de feijão de forma desordenada sobre a salda e regando a salada e o filé com molho de tucupi preto.
Elaborado pela chef Daniela Martins

Receita – Espaguete com Pesto de Chicória

PESTO DE CHICÓRIA

 

Que tal fazer aquele espaguete com Pesto de Chicória do Pará?

Lá vai a receita:

Ingredientes:

2 colheres de sopa de chicória;

½ dente de alho;

1 colher de castanha do Pará picada;

4 colheres de azeite;

Macarrão cozido;

Sal e pimenta a gosto;

Castanha ralada para decorar;

 

Modo de preparo:

1. Picar as chicórias, o alho e a castanha.

2. Colocar em um pilão com azeite pilar ate que vire uma pasta.

3. Temperar com sal e pimenta.

 

Modo de Servir:

Servir por cima do macarrão e decorar com castanha do Pará.

 

Gostou?

Que tal testar em casa.

 

Acompanhe a receita em nosso canal no youtube: https://youtu.be/FV4BCauhKAY

 

 

Elaborado pelo chef Felipe Gemaque

Receita – Arroz de jambu acompanhado com peixe grelhado

ARROZ COM JAMBU E PEIXE

Que tal comer aquele arroz com Jambu acompanhado de um peixe grelhado?

Quer aprender a fazer?

Ingredientes:

02 colheres de sopa de azeite.

02 dentes de alho.

½ xícara de jambu pré cozido

01 xícara de arroz cozido

01 posta de peixe grelhado

Sal a gosto.

 

Modo de preparo:

  1. Picar o alho e o jambu.
  2. Em uma frigideira colocar 1 colher de azeite para esquentar e refogar o alho com jambu.
  3. Juntar o arroz e corrigir de sal.

 

Modo de servir:

  1. servir com peixe e regar com azeite pra finalizar.

 

Acompanhe a receita em nosso canal no youtube: https://youtu.be/loQPn9Bjigs

 

Elaborado pelo chef Felipe Gemaque

Receita – Petit Four com geleia de açaí

O Tradicional Petit Four Francês, agora também feito com a geleia de açaí da Manioca. Que tal tentar testar a receita?

 

INGREDIENTES

130g de geleia de açai

250g de farinha de trigo

150g de manteiga

1/4 de xícara de chá de açúcar

30g de gema

 

MODO DE PREPARO

Misture: Farinha de trigo, açúcar, manteiga e a gema. Faça bolinhas com um furo ao meio e recheie com a geleia de açaí, após leve ao forno em temperatura de 150º, durante 30 minutos.

 

MODO DE SERVIR

Após retirar do forno, seu prato estará pronto para servir!

Receita criada pela estudante de Gastronomia Vânia Barros.

 

 

Receita – Banana flambada com licor de Jamburana

post-receita-banana-jamburana
O nosso poderoso Licor de Jamburana, agora usado para flambar comidas.

Quer aprender a fazer? Só dar uma lidinha na receita!!

Ingredientes
2 bananas pratas
½ colher de sopa de manteiga
1 dose de licor de jamburana

Modo de preparo
Cortar as bananas ao meio no sentido do comprimento.
Em uma frigideira colocar a manteiga e fritar as bananas até que estejam douradas dos 2 lados.
Colocar o licor e flambar.

Modo de servir
Retire as bananas da frigideira e coloque no prato;
Acrescente a calda em cima da banana;
Decore seu prato (se quiser);

E pronto, agora só saborear!!!

 

Acompanhe a receita em nosso canal no youtube: https://youtu.be/O4UimYDBuIs

 

Elaborado pelo chef Felipe Gemaque

Receita – Monteiro Lopes – Sabor Paraense

post-receita-acucar-cumaru-monteiro-lopes

O famoso monteiro Lopes, doce tradicional Paraense, chega a sua mesa, com um toque especial do açúcar aromatizado com Cumaru da Manioca, a combinação perfeita dos sabores da Amazônia. Quer aprender a fazer? É só acompanhar nossa receita, é simples e fácil.

Ingredientes (Massa):
500g de farinha de trigo;
300g de açúcar;
330g de manteiga;
01 unidade de gema;

Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes, depois de misturados, comece a fazer os biscoitinhos e coloque no forno deixando de 15 a 20 minutos a uma temperatura de 180°.

Ingredientes (Calda):
500g de açúcar
250g de chocolate em pó
250g de Nescau
350ml de água

Modo de preparo:

  1. Ferver a água com açúcar quando estiver como uma calda misture o Nescau e o chocolate já dissolvido.
  2. Quando começar a ferver desligar o fogo.
  3. Passe os biscoitos assados pela calda e deixe escorrer um pouco.

Ingredientes para finalização:
250g de Açúcar aromatizado com Cumaru

Modo de servir:
Depois de tirar o excesso da calda, finalize passando no açúcar aromatizado com Cumaru.

E pronto, agora é só servir!!

 

Acompanhe nossa receita no youtube: https://youtu.be/1fw2V8e2kCw

 

 

Elaborado pelo chef Felipe Gemaque

Receita – Rosbife de Filé com Tucupi Preto

Receita Filé com Tucupi Preto

O Molho de Tucupi Preto tempera a carne adicionando um sabor único na sua cozinha. E ainda é natural e tem 60% menos sódio que o Molho Shoyu.

Ingredientes:
1 kg de Filé Bovino, cortado em 4 pedaços
25 grs de Tucupi Preto
100 grs de Manteiga
A gosto Sal

Modo de Preparo:
Misture o tucupi preto com a manteiga e reserve.
Tempere os filés com sal e a manteiga com tucupi preto e deixe descansar por 10 minutos.
Em uma frigideira bem quente sele os filés e leve ao forno pré aquecido em 200 graus por 10 minutos, fatie e reserve-os.

Sugestão de Acompanhamento: Arroz aromatizado com Catinga de Mulata

Ingredientes:
1 kg de Arroz pronto
10 folhas de Catinga de Mulata ou Manjericão
50 grs de Manteiga
200 ml Agua
75 ml de Creme de leite

Modo de Preparo:
Em uma panela coloque a manteiga, a agua e as folhas de catinga de mulata, coloque para ferver, quando estiver fervendo, adicione o arroz e deixe secar a água, tampe. Reserve.
Na hora que for servir retire as folhas e misture o creme de leite.

Acompanhe a receita no youtube: https://youtu.be/bambGcFpwAo

Elaborado pelo chef Felipe Gemaque

 

Pirão: iguaria versátil

Um dos nossos pratos característicos é o pirão de farinha de mandioca, que remonta hábitos alimentares dos indígenas que habitavam a região. O seu preparo é simples e nada mais é do que uma “papa” dessa farinha misturada com água ou diferentes tipos de caldos. O mais comum é o pirão de caldo de peixe, feito com a água em que foram cozidos peixes, sempre com cuidado ao mexer para não embolotar. É servido como acompanhamento do prato principal.

Pirão d’água com li5526b6f3333c97-69007158nguiça

Popularmente conhecido como pirão de náilon, é feito somente com a farinha de mandioca e água fervente. Também pode ser temperado com sal, temperos verdes, pimenta, alfavaca ou manjericão para servir de acompanhamento de uma carne ou linguiça Blumenau.

Ingredientes (para duas pessoas)

1 linguiça tipo Blumenau defumada cortada em rodelas
2 xícaras de farinha de mandioca
½ litro de água fervente
Tempero verde a gosto

Modo de preparo

1. Aqueça uma frigideira e frite a linguiça em fogo médio.
2. Em uma tigela ou prato fundo, coloque a farinha, o cheiro verde picado e acrescente aos poucos a água fervente.
3. Mexa e acrescente água até atingir a textura cremosa.
4. Coloque por cima do pirão a linguiça frita com a gordura da fritura, que o deixará ainda mais saboroso.

Pirão de leite com carne de sol

Ingredientes (para 6 pessoas)

1kg de carne de sol, de preferência com um pouco de gordura
2 colheres (sopa) de óleo
2 cebolas grandes em rodelas
2 colheres (sopa) de manteiga
1 litro de leite fervido
Sal a gosto
Farinha de mandioca crua bem fininha
Salsa e cebolinha ou
coentro picado

Modo de preparo

1. Corte a carne em pedaços grandes. Lave-a bem e coloque-a numa vasilha, cobrindo com água por 4 horas para tirar o excesso de sal.
2. Numa panela com o óleo, coloque a carne com a parte da gordura virada para baixo. Frite rapidamente, não deixando cozinhar muito para não endurecer.
3. Retire os pedaços e reserve, mantendo-os quentes. Em seguida, frite na mesma panela, as cebolas. Coloque-as por cima
da carne.
4. Ainda na mesma panela, prepare o pirão. Coloque a manteiga, o leite fervido e vá adicionando  a farinha bem devagar para não formar pelotas.
5. Mexa até obter um pirão cremoso. Se passar do ponto, coloque um pouco mais de leite. Prove o sal, coloque em uma  travessa e decore com o cheiro verde.
6. Sirva quente acompanhando a carne de sol acebolada.

 

Fonte: Destemperados

O que é o tucupi e como ele é produzido

Nos últimos anos diversos importantes ingredientes nacionais vêm ganhando destaque, sendo pesquisados e despertando o paladar das pessoas. O tucupi, liquido de cor amarela forte e típico da região norte do país, é um ótimo exemplo para retratar essa atenção que se voltou para os produtos da cozinha nacional. Antes de adentrar a esse fantástico ingrediente, precisamos primeiro falar da mandioca, tucupique não é apenas a matéria prima do tucupi, mas também um símbolo do Brasil, presente de norte a sul do país.

A mandioca (também chamada de aipim ou macaxeira) é sem dúvidas um dos nossos mais importantes ingredientes, que além de estar presente do hábito alimentar do brasileiro, possui uma grande importância cultural e histórica. Produto extremamente versátil, onde desde a sua folha até a sua raiz tudo é aproveitado, sendo os indígenas responsáveis pela criação dos subprodutos da mandioca, incluindo o tucupi.

O tucupi é base da culinária norte do país e da comunidade indígena, e trata-se basicamente do caldo que é extraído da mandioca ao processa-la. Assim como a maioria dos ingredientes, a sua produção possui algumas peculiaridades, como o fato da mandioca utilizada ser da espécie “brava”, altamente venenosa pela presença de ácido cianídrico em sua composição. Como fase inicial, a mandioca é descascada, ralada e espremida. O caldo resultante será utilizado para fazer o tucupi, e a parte sólida restante para a farinha.

Com o liquido extraído da mandioca, inicia-se a fase final e importante da produção do tucupi, que é a remoção por completo da substancia venenosa presente. Por cerca de várias horas o liquido amarelado é fervido, e só depois pode ser consumido.  O resultado é um caldo versátil, com uma acidez única, e ingrediente principal do famoso prato paraense “pato no tucupi”.  O tucupi ganha a cada dia mais espaço fora de sua região típica, no gosto dos chefs de cozinha, e até nos diversos estudos e pesquisas sobre o seu benefício que vêm sendo realizados.

Fonte: Petit Gastrô